Terça-feira, 1 de Maio de 2007

Ricardo fala da Floribella

"Ricardo pediu ajuda ao amigo Diogo"...

 

Ainda em fase de adaptação Ricardo falou, que está contente...

 

 

"Na vida não há como não arriscar".

Foi assim que Ricardo justificou a sua participação na segunda temporada da Floribella.

 

"Muita gente me pergunta porque aceitei o convite. E porque não? É um projecto tão válido como outro qualquer", explica o actor.

 

A proposta partiu de Teresa Guilherme e Francisco Penim... "O convite foi-me feito em Novembro do ano passado e, nesse mesmo dia, disse que sim". Assim se deu a passagem de testemunho de Frederico para o conde Máximo. Foi um processo natural, não fosse Diogo Amaral amigo de infância de Ricardo. "Falamos muito e ele deu-me conselhos. Tive de perceber como é que ele reagia; por isso, estudámos juntos as características de ambas as personagens".

 

A mudança de do protagonista masculino pode dizer-se que foi tudo menos fácil... É que Ricardo, que tem em Floribella a sua estreia para o público mais infantil, reconhece que "esteve perdido ao início, pois entrar na segunda fase, em que o resto do elenco já está rodado, é complicado. Eu estava muito adulto, mas com a ajuda da Mafalda Vilhena, da Susana Mendes e da Cristina Cavalinhos - e a convivência com os miúdos - consegui voltar a ter irreverência e até já digo outras vez asneiras (risos)". Quanto à relação com a Luciana, Ricardo assume que "o entrosamento foi tranquilo. Senti necessidade de compreender que é a Luciana", mas confessa "até foi bom não conhecer a Luciana tão bem, porque nos primeiro episódios temos muitas discussões".

 

in TV 7 dias, retirado do blog ficaasaber

Publicado por Floribella Ri-Fixe às 13:38

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos